Protese dentária

Especialidade que tem o objetivo de devolver ao paciente seu sorriso completo. Ela repõe e restaura as funções estéticas, fonéticas e de mastigação.

O que são proteses?

 

Próteses são aparelhos utilizados em substituição aos dentes ausentes que podem ser fixas ou retiradas e recolocadas na boca. Embora leve algum tempo para que a pessoa consiga se habituar a utilizá-las e embora não sejam exatamente iguais aos dentes naturais, atualmente elas oferecem uma aparência mais natural e maior conforto quando comparadas a aquelas de alguns anos atrás.

 

Existem dois tipos principais de próteses: totais (dentaduras) ou parciais, que podem ser fixas ou removíveis. Seu dentista irá ajudá-lo a escolher o tipo de prótese mais apropriado, dependendo do número de dentes a ser substituídos e o custo do tratamento.

Próteses

 

  • Prótese Parcial Removível (PPR): consiste em uma estrutura metálica que se apoia nos dentes naturais. Essas próteses devem estar bem ajustadas e não deve causar lesões em sua boca.

  • Prótese Total (Dentadura): é adaptada em sua boca depois que todos os dentes remanescentes foram extraídos. As etapas de confecção da prótese devem ser aprovadas por você paciente, desde a cor, formato e tamanho dos dentes que serão utilizados.

Coroas Dentárias

 

São utilizadas para cobrir inteiramente a coroa de um dente danificado. Além de conferir maior resistência a um dente danificado, a coroa pode ser utilizada para melhorar sua aparência e formato.

 

  • Coroa de Resina: confeccionada a base de resinas acrílicas, são consideradas como coroas temporárias. Seu interior é poroso e por isso possui uma menor durabilidade.

  • Coroa Metálo Cerâmica: confeccionada a base de porcelana com suporte interno em metal. Durabilidade superior e manutenção prolongada de sua coloração.

  • Coroa de Porcelana (EMAX): confeccionada a base de porcelana sem a utilização de metal. Voltada para regiões de dentes anteriores por ser estético uma vez que as mesmas possuem uma maior translucidez.

Como funcionam as proteses?

 

No caso de próteses totais, uma base acrílica da cor da mucosa bucal se apoia sobre sua gengiva. A base da prótese superior cobre todo o palato (céu da boca), enquanto que a prótese inferior é confeccionada em formato de “U”, a fim de permitir espaço livre para acomodar sua língua.

 

As próteses são feitas sob medida em parceria entre o dentista e o técnico em prótese dental, a partir de moldes tirados de sua boca. Seu dentista irá determinar qual dos três tipos de próteses descritas abaixo é o melhor para você.

Protese Total

Protese Parcial

Após a perda dos dentes remanescentes ocorre a cicatrização dos tecidos. A cicatrização pode demorar vários meses, período esse que fará uso de uma prótese imediata provisória, que irá substituir os dentes logo após as extrações até haver a cicatrização dos tecidos e sua acomodação. Após essa etapa inicia-se o processo de confecção da prótese total final (dentadura final). As etapas de confecção da prótese devem ser aprovadas por você paciente e pelo seu dentista, desde a cor, formato e tamanho dos dentes que serão utilizados. É interessante apresentar ao seu dentista fotos que mostrem como eram seus dentes para que ele tenha um parâmetro na confecção deste aparelho. Não é recomendável que paciente durma todos os dias com este aparelho, já que a salivação durante a noite é reduzida e isso pode favorecer o aparecimento de fungos e bactérias, neste período a prótese pode ser colocada em um recipiente com água. A higienização das próteses deve ser feita pós-refeições.

Prótese Total Convencional

(Dentadura)

Prótese Total Imediata

A prótese total imediata é instalada imediatamente após a extração dos dentes remanescentes. (Seu dentista tira as medidas e faz as moldagens de seus ossos maxilares durante uma consulta).

 

Embora as próteses imediatas ofereçam a vantagem de você não ficar sem os seus dentes, elas precisam ser reajustadas nos meses subsequentes após a sua instalação por meio de reembasamentos.

 

A razão para isto é que o osso no qual os dentes estavam inseridos sofre uma mudança após a cicatrização, fazendo com que a prótese fique sem estabilidade.

Prótese Parcial Removível

A prótese parcial removível consiste em uma estrutura metálica que se apoia nos dentes naturais e rebordo (osso e tecido).

 

Algumas vezes, são colocadas coroas sobre alguns dos dentes naturais que servirão para melhorar o apoio e a estabilidade da prótese. Essas próteses devem estar bem ajustadas em todos os tecidos e não deve causar lesões em sua boca.

 

Próteses parciais removíveis oferecem uma alternativa móvel para as pontes e é possível conseguir boa estética e função com essa modalidade protética.

Pergunas e dúvidas frequentes

Quanto tempo poderá levar para eu me acostumar com minha prótese?

 

Novas próteses podem parecer estranhas e desconfortáveis durante as primeiras semanas ou até meses. Alimentar-se e falar com a prótese pode exigir um pouco de prática. É comum ter-se a sensação dos dentes salientes ou soltos, enquanto os músculos de suas bochechas e língua se habituam a segurar a prótese no lugar. O fluxo excessivo de saliva, a sensação de que a língua não tem lugar certo para ficar e uma pequena irritação ou ulceração não são incomuns. Nós da equipe ODONTOLOGIA REAL nos comprometemos em dar total acompanhamento para atenuar qualquer desconforto que esse período de adaptação possa trazer através de proservações, ou seja, sessões destinadas ao acompanhamento após a instalação da prótese. No caso de irritação, consulte-nos, e lembre-se, não é correto se acostumar com lesões causadas por essas próteses, pois estaremos a disposição para melhor adaptar o aparelho protético à sua cavidade bucal e oferecer uma ótima qualidade de vida.

Qual a durabilidade das próteses?

 

Durante um certo período de tempo, sua prótese precisará ser reajustada, refeita ou recolocada devido ao desgaste normal. Também, com o passar do tempo, sua boca muda naturalmente. Estas mudanças fazem com que sua prótese fique solta, dificultando a mastigação e irritando a gengiva. Você deve consultar seu dentista, no mínimo uma vez ao ano, para uma avaliação, estas próteses não devem ser utilizadas por mais de cinco anos.

Dicas para cuidar de sua prótese

  • Quando manusear sua prótese, coloque-a sobre uma toalha dobrada ou um recipiente com água. As próteses são delicadas, e podem se quebrar se sofrerem uma queda.

  • Não deixe sua prótese secar. Coloque-a em uma solução de limpeza própria para próteses ou em água pura quando não a estiver usando. Nunca use água quente, pois esta pode deformá-la.

  • Escove sua prótese diariamente para remover os resíduos de alimentos e a placa bacteriana, e evitar que fique manchada. Um limpador ultrassônico pode ser utilizado para cuidar de sua prótese, mas ele não substitui uma escovação cuidadosa diária.

  • Escove suas gengivas, língua e palato todas as manhãs com uma escova de cerdas suaves antes de colocar a prótese. Isto estimula a circulação em seus tecidos e ajuda a remover a placa.

  • Visite seu dentista se sua prótese quebrar, lascar, rachar ou ficar solta. Não fique tentado a ajustá-la sozinho - isto poderá danificá-la ainda mais.

Coroas Estéticas

Coroas estéticas são cimentadas no dente, ao contrário dos recursos móveis como dentaduras e próteses parciais removíveis, que podem ser retiradas e lavadas diariamente. A coroa dentária é aplicada sobre a parte do dente que está acima da linha da gengiva, e pode ser confeccionada por diversos.

Tipos de Materiais

 

Quatro tipos de material são usados para as coroas dentárias:

Cerâmica (Porcelana pura)

São feitas de material à base de porcelana. Tem como principal vantagem a cor, que se assemelha àquela dos dentes naturais e é altamente resistente ao desgaste. É possível que se precise remover um pouco mais da estrutura dentária para a aplicação da porcelana.

Metalocerâmica (Metal e porcelana)

A porcelana fundida é ligada à parte externa da estrutura metálica, de modo a reforçar o conjunto e conferir melhor adaptação, evitando a recorrência da cárie. Quando a porcelana é fundida ao metal, proporciona uma restauração mais forte do que somente a porcelana.

Ligas de Ouro

São feitas de, além do ouro, cobre e outros metais e constituem um material forte que se adere à estrutura do dente. As ligas de ouro são resistentes ao desgaste e à fratura e não prejudicam os dentes opostos com os quais entram em contato. Este material é biologicamente compatível com o tecido gengival. Confere excelente adaptação da margem da restauração evitando cárie.

Ligas de Metais Básicos

Contêm metais que não são nobres, mas que reforçam bastante a coroa e proporcionam alta resistência à corrosão. Ao preparar o dente para a inserção dessas coroas, o dentista remove muito pouca quantidade da estrutura sadia do dente.

Quem precisa de coroa dentária?

 

A recomendação de uma coroa dentária, baseia-se nos seguintes fatores que podem ocorrer na boca do paciente: quebra de um dente, desgaste de dente e pouca resistência da estrutura do esmalte, falta de um dente, necessidade de ponte dentária, necessidade de melhorar a aparência da boca, ao término de um tratamento de canal quando houve grande perda de estrutura dental e necessidade de colocar um implante dentário em função.