Extração do 3 molar (dente siso)

 

Os terceiros molares conhecidos como “dentes do siso”, normalmente erupcionam entre os 16 e 25 anos de idade, ou seja, são os últimos a aparecerem na boca. Um terceiro molar erupcionado parcialmente pode provocar gengivites (inflamação da gengiva), abscessos, irritação local, dor, edema e até mesmo o aparecimento da cárie dental , já que a higienização se torna difícil na regiãxo. Quando o terceiro molar fica totalmente incluso (dentro do osso), pode produzir reabsorção do dente vizinho, transtornos dolorosos e até degenerações (lesões císticas).

 

A extração do terceiro molar está indicada quando ele está mal posicionado, não há espaço suficiente na arcada, nos quadros de dor ou quando a erupção não se completa. Para que a cirurgia tenha um pós-operatório tranqüilo e sem grandes desconfortos, existem medicamentos que são prescritos antes e após a cirurgia juntamente com cuidados recomendos pela nossa equipe.

1

Os dentes sisos devem sempre ser extraídos?

Depende. São poucas as situações clínicas em que os terceiros molares, popularmente conhecidos como sisos, são úteis dentro da boca. Não participam da mastigação, são de difícil acesso para escovação e muitas vezes erupcionam de forma errada, podendo prejudicar o dente vizinho (segundo molar) ou dar origem a problemas mais sérios. É por isso que são constantemente indicados para exodontia. Se a partir dos 17 anos de idade, tais dentes ainda não tiverem dado sinais de erupção, está indicado procurar um dentista para a realização de uma radiografia panorâmica para checar a posição.

O momento da retirada deve ser avaliado pelo dentista em cada caso. Há estudos que indicam a idade ideal entre os 16 e os 18 anos, porque há somente 2/3 da raiz formada e a densidade óssea é menor. Após esse período, a extração pode ser mais complicada.

2

Todas as pessoas têm dente do siso?

Qual a sua função?

Não. Algumas já não possuem esses dentes ou têm apenas alguns deles. Anteriormente, a função era manter uma boa atividade mastigatória. Isso porque os primeiros dentes, que nasciam por volta dos seis anos, eram perdidos muito cedo, uma vez que o período era mais suscetível a cáries dentárias. Hoje, como a perda precoce do primeiro molar é rara devido à odontologia mais conservadora e a concentração de flúor nas águas, os sisos perderam a função original.

3

Os dentes sisos podem atrapalhar no alinhamento dos outros dentes?

A força da erupção dos sisos pode fazer com que dentes vizinhos fiquem desalinhados ou até apinhados (uns por cima dos outros). O nascimento dos sisos também pode atrapalhar o tratamento ortodôntico. Como o dente siso é o último da arcada e normalmente tem pouco espaço para nascer, ele pode dificultar a movimentação dos outros dentes em tratamento com aparelhos ortodônticos.

4

O que acontece se o dente do siso mal posicionado não for retirado?

Além de provocar o desalinhamento dos dentes anteriores,como foi citado acima, pode aparecer um cisto na região que envolve o mesmo, ou uma inflamação que causa muita dor e inchaço (pericoronarite) . O siso semi-incluso pode, ainda, provocar reabsorção do segundo molar ou cárie e/ou doença periodontal nos dentes adjacentes, já que facilita a retenção de alimentos e dificulta a escovação.

5

Como é a cirurgia para retirar o dente do siso?

Sempre o melhor é realizar a cirurgia com um dentista habilitado e em ambiente cirúrgico (local especifico para cirurgias, com materiais e campos exclusivos para cirurgia). Com um exame radiográfico analisamos o posicionamento e planejamos o material a ser utilizado, se ele estiver totalmente incluso, é necessário remover o osso antes de retirá-lo, se tiver semi-incluso, dependendo da posição, é necessário cortar o dente e removê- lo em partes. É feita uma pequena incisão (corte) na gengiva, que depois da remoção do dente será fechada com pontos. A cirurgia é feita com anestesia local e uso de calmante caso o paciente seja muito ansioso. Para um pós-operatório seguro é necessário alguns dias de repouso e medicação adequada a cada caso. Os pontos são removidos geralmente sete dias após a cirurgia.

6

É recomendável retirar os quatro sisos numa mesma cirurgia?

Dependendo da avaliação e planejamento profissional, pode-se extrair os quatro dentes siso numa mesma sessão, pois assim será necessário somente um repouso pós-cirúrgico. Dependendo do grau de dificuldade é realizado um ou mesmo dois por vez, extraindo-se superior e inferior do mesmo lado (direito ou esquerdo) no mesmo procedimento .

7

Quais os procedimentos tomados antes da cirurgia?

O cirurgião-dentista deve investigar o seguinte: se a pessoa tem hemorragia forte quando se fere; avaliar a pressão arterial; se já teve problema com anestesia; se tem diabetes ou problemas cardíacos. Irá, também, receitar medicamentos próprios para cada caso como medida profilática.

8

Quais os cuidados que se deve tomar no pós-operatório?

  • Use bolsa de gelo no local nas primeiras 12 horas, deixando-a por 15 minutos e fazendo intervalos de 10 minutos;

  • No dia da cirurgia, alimente-se bem. Após a cirurgia dê preferência a refeições leves;

  • Não faça bochechos nas primeira 24 horas. Procure não fazer exercícios físicos nos primeiros dias;

  • Caso haja alguma dúvida entre em contato com nossa equipe , pois poderemos esclarecê-las e indicar o melhor tratamento para seu caso.